Loja Virtual

Loja virtual: seis questões básicas que podem fazer a diferença

Após muito planejamento, orçamento na ponta do lápis e vontade de expandir as vendas, você tomou a decisão de iniciar no comércio eletrônico. A partir de agora, precisa dedicar tempo e equipe para que sua loja virtual seja visitada e reconhecida também na web. Neste meio, há algumas questões que você deve se familiarizar e traçar estratégias. Neste post, vamos listar seis questões básicas que com a atenção devida por parte do empreendedor podem fazer sua loja virtual alcançar mais resultado.

Loja Virtual

1 – Loja design único e personalizado

Quando o consumidor entra em uma loja física, a primeira impressão é a que fica: a organização, o bom atendimento, a limpeza, o leiaute que favorece os produtos, entre outros aspectos. O cuidado com espaço funcional da loja é pré-requisito básico, característica que faz com que ele sinta confiança em permanecer na loja e efetivar a negociação.

Não é diferente na loja virtual, onde o design deve ser único e personalizado, expressando a sofisticação do seu produto, a praticidade da sua visão administrativa, o estilo de sua marca. Por isso, fuja dos modelos prontos como templates ou guidelines. Um design genérico nunca vai conseguir expressar o que você realmente é.

2 – Seja relevante na web

Não basta ter uma loja na internet, o consumidor precisa localizá-la com facilidade. Uma otimização de buscas bem feita é muito mais poderosa que um ponto consagrado. Para isso, técnicas de SEO (Search Engine Optimization) podem ajudar.

Na prática, o SEO é um conjunto de técnicas e tarefas que fazem com que sua loja virtual seja relevante e famosa a ponto de ser listada como um dos primeiros resultados nas buscas. Seja pelo nome da própria loja, por um assunto que você é o especialista, por um de seus produtos, ou por uma categoria de produto, ser relevante é uma das maiores ferramentas de venda que você poderá ter.

Somente no Brasil, há quase 50 milhões de e-consumidores. Para ser encontrado na internet, confie em um especialista que seja capaz de colocar sua loja no topo das buscas e não esqueça de fazer a sua parte.

3 – Não ignore as redes sociais

Rede social não é uma novidade da internet, elas existem desde que os homens formaram os primeiros grupos e vem se sofisticando ao ponto de também se tornarem virtuais. As redes sociais, comunidades, grupos ou fanpages podem ser comparados com sua clientela na loja física.

Assim como você procura reconhecer e conversar com seu cliente, tratando-o com a proximidade que a maioria deles gosta se ser tratado, as redes sociais são, além de uma fantástica ferramenta de comunicação, uma excelente forma de gerenciar o relacionamento com o cliente. É quase um CRM, disponível de forma gratuita a você.

4 – O poder dos cupons

Uma das mais básicas funcionalidades de uma loja virtual, disponibilizada por todas as boas plataformas de e-commerce, os cupons de desconto são capazes de ativar a visitação à sua loja como uma bomba:

  • Cadastre um cupom e distribua-o em sua loja física ou na loja de um amigo que não concorra com a sua.
  • Aproveite e capte o e-mail do cliente em troca do cupom.
  • Se quiser qualificar seu público na internet, ofereça o cupom para quem comprar em sua loja física mais do que R$ 150, por exemplo.
  • Ofereça 15% de desconto (com validade limitada por duas semanas) a todos os clientes que terminarem uma compra em sua loja virtual.

Essa estratégia funcionará com muito mais eficácia do que um cartão fidelidade. Mas, atenção: use os cupons com consciência.

5 – Use e-mail marketing com inteligência

O e-mail marketing só é interessante para quem se interessa. Por isso, muito cuidado com essa ferramenta. Ela pode ser comparada à panfletagem de rua, que tanta gente joga fora e acaba virando “spam”.

O objetivo do e-mail marketing é manter o nome de sua empresa vivo na mente do cliente, além de apontar sempre o melhor caminho para o seu site. Mas lembre-se, a newsletter só é eficaz se trouxer alguma utilidade para as destinatários tais como informações de valor e, eventualmente, produtos em condições especiais.

Utilize o e-mail marketing também para lembrar o cliente daquele produto que não existia no estoque quando ele se interessou e direcione o conteúdo para os produtos correlacionados ao interesse de cada grupo. Outra dica: segmente.

6 – Atendimento em tempo real

Disponibilize uma ferramenta de chat online que permita abordar o cliente que está navegando e ofereça ajuda para a compra. Uma abordagem informativa e atenciosa pode encantar o cliente e ser o seu diferencial para as outras lojas virtuais.

O SAC – Serviço de Atendimento ao Consumidor também é uma solução. O 0800 permite que seu cliente saiba que sua loja é séria e confiável. Em conjunto com o chat pode ser uma opção de atendimento encantadora e mais adequada para compradores de mais idade. Evite atender com impessoalidade, ninguém quer falar com um robô.

Essas são seis questões básicas que, conferindo cada uma delas com atenção, pode fazer a diferença na sua loja virtual.

Foto do topo: SuperTotto

Comentar

3 thoughts to “Loja virtual: seis questões básicas que podem fazer a diferença”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar