O que é omnichannel e como se beneficiar dessa estratégia?

O comportamento do consumidor não é mais o mesmo de alguns anos atrás. Somos conectados, contestadores e conscientes na hora de fazer uma compra pela internet. Não estamos mais limitados à loja física: experimentamos um produto na loja, consultamos o seu preço pelo aplicativo, finalizamos a compra pelo desktop e aguardamos por sua entrega na porta de casa. Isto é, vivemos a era omnichannel, estratégia que deve ser utilizada pelas empresas.

Você sabia? Em 2021, a presença dos dispositivos móveis no e-commerce se intensificou, totalizando 59% de todos os pedidos. (E-bit/Nielsen, 2022).

A busca constante por comodidade, a popularização dos smartphones e o maior acesso à internet e ao 4G foram alguns dos fatores que nos transformam em consumidores omnichannel. Inclusive, quantos dispositivos conectados à internet você têm por perto neste exato momento?

Muito mais do que a possibilidade de comprar em vários canais, o consumidor está em busca de uma experiência completa e mais cômoda possível, onde ele não consegue notar a diferença entre o mundo online e offline.

o que é omnichannel
Experiência Omnichannel: consumidores passam por diversos canais antes de realizar uma compra

O que é omnichannel?

Em sua essência, o omnichannel é definido como uma abordagem de vendas multicanal que fornece ao cliente uma experiência integrada. Em outras palavras, a empresa oferece vários canais de compra – site, lojas físicas, aplicativo, redes sociais, etc– totalmente integrados, permitindo que o cliente faça a negociação em qualquer um dos deles, da maneira que quiser, onde ou quando preferir.

Aplicar essa estratégia significa transformar o consumo em uma experiência única – hoje, pré-requisito para se manter competitivo no mercado. Por isso, é preciso começar logo!

Leia também: Como se aproximar do consumidor na era da conveniência?

Importante lembrar: todas as experiências omnichannel usam múltiplos canais, mas nem todas as experiências multicanais são omnichannel.

Você pode ter uma campanha para celular incrível, redes sociais engajadas e um site bem projetado. Mas se eles não funcionarem juntos, a operação não é omnichannel.  

Por exemplo, o e-commerce deve saber qual foi a experiência que o cliente teve no perfil do Instagram; o serviço de televendas precisa saber quais foram as compras realizadas por meio do app;  o e-mail marketing deve identificar quais os produtos que despertaram o cliente na loja; todos os canais precisam ter acesso ao histórico de compra do cliente. 

Isso tudo deve ser feito de forma automatizada, portanto, em uma operação omnichannel de verdade, o sistema é unificado! Confira abaixo 4 dicas para usar a estratégia omnichannel.

1. Tecnologia adequada.

A integração de pedidos e informações vindos de vários canais (site, redes sociais, chat, aplicativo) só pode ser feita com uma tecnologia robusta. É necessário escolher uma plataforma de e-commerce omnichannel de verdade, que tenha um sistema estruturado capaz de fazer essa integração.

Conheça as principais funcionalidades de uma plataforma omnichannel aqui.

2. Comunicação unificada.

Se o objetivo é fazer com que o consumidor não perceba a diferença entre online e offline, é importante que a  identidade visual e a comunicação sejam unificadas em todos os canais, pois isso ajudará na reafirmação e memorização de sua marca pelo cliente.

3. Processo logístico estruturado.

O processo logístico da empresa deve estar totalmente integrado aos sistemas tecnológicos, para evitar que o consumidor tenha algum problema ao receber ou retirar o produto adquirido por meio do canal preferido.

Vale lembrar que, segundo a Neotrust, dentre as tendências para 2022 estão as interações presenciais/digital como: 

  • Clique e retire; 
  • Compra virtual e troca na loja física e; 
  • Visualiza no físico e compra no virtual. 

Além disso, o prazo de entrega será um diferencial cada vez mais na decisão de compra.

4. Atendimento.

O serviço de atendimento ao cliente deve estar preparado para resolver todos os problemas dos clientes, independentemente da origem ou da abordagem – dúvidas, sugestões, reclamações ou elogios.

___

Nem todos sabem, mas as estratégias omnichannel podem ser aplicadas tanto em mercados B2C quanto no B2B. Para conhecer alguns exemplos reais de como indústrias e franquias estão as utilizando, acesse: 5 bons exemplos de omnichannel na indústria e 5 bons exemplos de omnichannel em redes de franquia. 

Aprofunde ainda mais o assunto baixando também o e-book gratuito abaixo:

o que é omnichannel

O processo para integrar todos os canais de uma empresa de forma que ela se torne omnichannel não é fácil, mas os benefícios são inúmeros. Empresas que criam experiências personalizadas, pensando em todos os pontos de contato e nas diferentes etapas da jornada de compra, focam na experiência do consumidor.

Em um universo com milhares de lojas virtuais, ganha justamente quem oferecer a melhor experiência: aquela capaz de encantar o cliente desde o momento em que conhece a marca até o pós-venda. É por isso que a estratégia omnichannel é tão importante.

Fazer a integração completa dos canais exige tempo, comprometimento e investimento. A necessidade de integrar o online com o offline já está clara, então, o desafio é aplicar as estratégias corretas para fazer tudo funcionar.

Quer entender como nossas soluções podem te ajudar a gerar mais lucros com menos gastos? Agende aqui uma conversa com a Flexy. Nossos consultores vão te orientar sobre o melhor projeto para seu e-commerce. É fácil, rápido e gratuito!

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar