Sistema B2C adaptado ameaça o ROI das vendas B2B

Evite os “puxadinhos” digitais.

O baixo investimento inicial para criar uma loja virtual, em comparação ao de uma loja física, é um dos principais atrativos para quem deseja comercializar seus produtos e lucrar pela internet. Como já discuti no artigo “Diminua Custos de Comercialização com as Vendas Online”, se colocarmos no papel os custos necessários para abrir uma loja física e uma virtual – além de considerar as vantagens operacionais de um e-commerce (disponibilidade, amplitude geográfica, variedade, facilidades de pagamento, comodidade), veremos que esse último pode fazer você lucrar em menos tempo. Isto é, o ROI, o retorno sobre o investimento, poderá ser alcançado mais rapidamente.

No entanto, ainda existe a crença de que dá na mesma adaptar um sistema B2C, destinado a clientes finais, para realizar negócios B2B, vendas realizadas entre empresas, via e-commerce.  Em alguns casos específicos isto até pode ser verdade, porém quando falamos em projetos sérios e de longo prazo, a coisa muda de figura. Normalmente operações de e-commerce B2B exigem funcionalidades e modelos de negócio que afetam diretamente o núcleo do sistema. Se a plataforma não estiver adaptada a essas operaçõess, o ROI das vendas B2B pode ficar ameaçado. Abaixo eu dou alguns exemplos.

  1. Customização

sistema B2C adaptado, por exemplo, não permite realizar uma customização real da plataforma. A maioria dos sistemas trabalha com um tipo de interface específica, com ações definidas dentro do software, que não permite exercer as funções necessárias para um bom negócio digital B2B. A única variação possível, basicamente, é a alteração do layout. Já o sistema B2B genuíno permite essa flexibilidade.

O fornecedor da plataforma não precisa, necessariamente, prover toda a customização do e-commerce. Mas ele deve pelo menos facilitá-la, sem criar empecilhos técnicos para os programadores, especialistas em SEO​ e designers trabalharem. Isto é, ela precisa ter abertura para acrescentar implementações.

Leia também: 4 termos que você precisa entender ao contratar uma plataforma.

  1. Lista de Preço

O negócio B2B precisa de recursos específicos, como o a lista de preço e o cálculo do ICMS real, que não são fornecidos pelo sistema B2C adaptado. Eles garantem que a indústria consiga interagir com diferentes integrantes da cadeia comercial, como distribuidores, representantes comerciais e, em alguns casos, até o público final. Além disso, oferecem ao cliente uma lista clara dos impostos que estão sendo pagos, o que também vai tornar a previsão da margem de lucro mais precisa.

  1. Canais de Distribuição

Outro recurso que não está presente no sistema B2C adaptado, e que é cada vez mais requisitado por empresários do segmento atacadista, é a capacidade de gerenciar muitas centrais de distribuição e, consequentemente, muitas empresas de transporte. Esse tipo de demanda necessita, além de um painel de controle especial, um sistema que realize o cálculo de frete separado para cada empresa, podendo depender da região de entrega, por exemplo.

Em resumo, as funcionalidades de uma plataforma de e-commerce B2B precisam se adaptar aos diferentes perfis de cliente que uma indústria possui. Para entender as características que esse mercado realmente necessita, baixe o e-book: B2B de verdade X B2B de mentira.

sistema B2C adaptado pode até parecer uma boa ideia no começo, mas essa decisão pode acabar prejudicando o seu projeto, limitando sua atuação e necessitando um novo investimento para “fazer do jeito certo”.

Você já passou por uma experiência parecida e teve prejuízo? Deixe sua história nos comentários!

Comentar

One thought to “Sistema B2C adaptado ameaça o ROI das vendas B2B”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar