Tire proveito dos números e pesquisas do e-commerce

Relatórios e estudos ajudam a montar estratégias

Assim como em qualquer negócio, um dos passos mais importantes para obter sucesso com uma loja online é o planejamento. Plano de negócios, orçamento, recursos humanos, marketing, todas as ferramentas e técnicas que se aplicam ao comércio tradicional devem ser adaptadas para o comércio eletrônico.

Do mesmo modo, após passar pelas etapas básicas da montagem da loja virtual e do início das vendas, uma boa prática para alinhar diversos aspectos do seu site é ficar atento aos números e pesquisas do e-commerce. Neste post, gostaria de destacar algumas delas.

Intitulado “Relatório Conversion do E-commerce Brasileiro (2016)”, o estudo realizado pela Conversion, maior empresa brasileira especializada em Search Engine Optimization (SEO), avaliou mais de cem milhões de pageviews, de dezenas de sites de comércio eletrônico brasileiros distintos, como fonte primária, além de outras fontes secundárias que, enquanto amostragem, representam pelo menos um terço das visitas a e-commerces brasileiros. O relatório também traz o Mapa do E-commerce do Brasil, com dados atualizados desde a última publicação, em 2014.

As informações extraídas do levantamento são muito interessantes e delas pode-se definir estratégias e direcionamentos para o seu e-commerce. A pesquisa mostra, por exemplo, que São Paulo continua no topo do ranking. Somente a capital paulista movimentou mais de 10,6 bilhões no comércio eletrônico no Brasil em 2016. O ticket-médio na cidade é de R$ 252,48, e a taxa de conversão é de 1,23%.

1. Sudeste

É interessante analisarmos a segunda colocada, Rio de Janeiro, que movimenta R$ 6,98 bilhões, porém, o ticket-médio é de R$ 346,65, quase R$ 100 a mais do que São Paulo. As compras de consumidores na capital do Rio respondem a quase 70% das realizadas em todo o estado do Rio de Janeiro. Diferença grande, também, para a primeira colocada. Isso porque neste ranking, mais de 30% das cidades são paulistas. Ou seja, as compras online estão mais distribuídas pelas maiores cidades do Estado.

2. Sul

Na região Sul, Curitiba puxa a frente, na sétima posição do ranking, com ticket-médio de R$ 279,60, porém, uma taxa de conversão de 0,84%, uma das mais baixas da lista, junto com Salvador. Porto Alegre vem logo atrás, com R$ 305,28 de ticket-médio e 0,91% de taxa de conversão. Florianópolis não aparece entre as top 10 do ranking de compras.

3. Outras Regiões

Brasília, Salvador, Goiânia, Fortaleza e Campinas também são destaques na lista. O maior ticket-médio do ranking também surpreende: é de Goiânia, com R$ 415,19 e taxa de conversão de 0,87%. Chama a atenção também que o uso de celulares e tablets é cada vez maior no e-commerce. Fato também destacado pelo relatório da Webshoppers de 2017. Segundo a pesquisa, 26% das compras são concretizadas nesses dispositivos.

Através dos estudos também é possível acompanhar a participação de vendas em diversas categorias como Viagens (15,03%), Eletrodomésticos (14,02%), Informática (11,90%), entre outros, como é possível observar no gráfico abaixo.

Fonte: Conversion 2016

Com todos esses dados em mãos,  você tem uma série de informações que irão ajudá-lo a tomar as melhores decisões quanto à presença de sua marca na Internet e, principalmente, no comércio eletrônico.

Dúvidas ou comentários? Entre em contato com a gente!

 

 

Veja também!

Avatar

Cristiano Chaussard

Especialista em E-commerce no Atacado, Marketing de Relacionamento e CRM pela ESPM e Gestão da Inovação pela USP, Fundador e Diretor de Expansão da Flexy Digital e Presidente ABComm/SC (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico em Santa Catarina).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.