negócios digitais para shoppings

3 mitos sobre negócios digitais para shoppings

Começar a investir em negócios digitais é uma tendência em vários setores brasileiros, da indústria ao varejo. No entanto, no caso de shoppings, a geração de negócios e a mera prestação de serviço podem se confundir. Nesse post, vamos mostrar três mitos de negócios digitais para shoppings para que você possa fazer escolhas mais assertivas para o seu negócio.

Mito 1: app é negócio digital

O erro mais comum é acreditar que aplicativos de localização de loja e pagamento de estacionamento são negócios digitais. Isso, na verdade, é um serviço digital. Como diferenciar? Esse tipo de aplicativo não gera venda para o lojista e não traz nenhum faturamento adicional para o shopping.

Mito 2: o público vai parar de frenquentar meu shopping

O segundo mito que envolve negócios digitais para shoppings se refere à migração do público. Muitos empresários e administradores acreditam que abrir um shopping online ou loja virtual faz com que o público deixe de frequentar o shopping físico para passar a comprar somente pela internet. Na verdade, uma pesquisa do E-marketer de 2013 revelou que o reforço de presença da marca de uma mesma empresa vendendo na loja física e na online simultaneamente faz com que aumente o público desta marca nos dois canais. O cliente vai até a loja física, experimenta o produto e compra na loja virtual, ou pode fazer o caminho inverso. Quanto mais presença física e digital o seu negócio tiver, mais ele será lembrado.

Mito 3: o consumidor que experimenta o produto nem sempre vai comprar

Não há o que fazer em relação a isso. O showrooming mudou a forma como os consumidores realizam suas compras e é necessário que o varejo se adapte a essa realidade. Ao experimentar um produto em uma loja, o cliente nem sempre vai comprar o produto ali, preferindo pesquisar em outras lojas e online antes. Se a loja não estiver preparada para vender na internet, ele pode acabar perdendo a venda.

Uma opção para que o shopping não perca a compra é tornar a pesquisa de produtos em diferentes lojas mais simples para o cliente – e a melhor forma de fazer isso é criar seu shopping virtual, que vai se tornar um facilitador dessa busca e garantir que seu negócio continue recebendo um percentual sobre a venda.

Investir em negócios digitais requer cuidado e informação, para não acabar prejudicando a sua marca. Veja se o investimento que você escolheu fazer trará os resultados esperados.

Você já passou por alguma experiência com esses três mitos de negócios digitais para shoppings? Deixe um comentário abaixo com sua história!

Foto: Pixabay/Skitterphoto

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar