plataforma de e-commerce

13 reclamações comuns de quem está insatisfeito com sua plataforma de e-commerce

Foi incontável o número de clientes que nos procuraram este ano com a seguinte característica: insatisfação com a plataforma de e-commerce. (Pode ser que você se identifique com este perfil, não se assuste, isso é bem comum.)

Esses clientes possuem operações de e-commerce ativas, com lojas virtuais dos mais variados fornecedores e com as mais variadas dúvidas e reclamações. Destas, quero destacar algumas que ganharam relevância por impactarem agressivamente o rendimento comercial deles.

Leia Mais

plataforma de e-commerce B2B

Você realmente tem uma plataforma de e-commerce B2B? Teste aqui.

Já sabemos que as ferramentas de comércio eletrônico vão muito além da venda direta de lojistas a consumidores (B2C). Uma plataforma de e-commerce B2B (Business-to-business) evoluiu para uma espécie de centro avançado de operações capaz de mapear o seu negócio com dados estratégicos para a gestão da empresa. Mais: uma plataforma de e-commerce B2B genuína é capaz de integrar todos os agentes da cadeia de vendas – distribuidores, representantes comerciais, fornecedores, entre outros. Portanto, fique atento com o tipo de plataforma que você contratou para dar suporte às operações de comércio eletrônico. Neste post, vamos listar algumas particularidades das verdadeiras plataformas e-commerce B2B.

Leia Mais

Segurança de um sistema de e-commerce

5 fatores que garantem a segurança de um sistema de e-commerce

Uma das maiores preocupações do administrador de loja virtual é com a segurança da informação. Afinal, o e-commerce está lidando com dados como os de cartão de crédito e documentos dos clientes e não pode, em hipótese alguma, correr o risco de ter a privacidade dos consumidores invadida ou ter esses dados resultar em fraude.

O comércio eletrônico vem crescendo a cada ano, mas as pessoas ainda são reticentes quanto à disponibilização de suas informações. Antes de focar na venda, é preciso conquistar a confiança do consumidor.

Leia Mais

e-commerce B2B

Indústria vendendo por e-commerce. É possível?

A facilidade da pesquisa via internet fez com que o consumidor ficasse mais atento e exigente na busca pelos seus fornecedores. Preços, produtos, prazos de entrega e uma infinidade de critérios para acomodar a compra estão a apenas um clique de distância. Desta forma, cativar este consumidor para efetivar uma venda não é mais um processo de simplesmente visitá-lo ou mandar um cartão de Natal, mas sim, de impactá-lo com uma apresentação consistente e competitiva com seus produtos e serviços. Vamos mostrar mais abaixo como o e-commerce é possível nas indústrias, no modelo B2B. Mas, antes, é interessante abordarmos algumas informações básicas.

Leia Mais

black friday no e-commerce

Black Friday: quais as vantagens de aderir às promoções relâmpago?

O próximo dia 28 de novembro tem tudo para ser histórico para o comércio eletrônico brasileiro. A expectativa é que se movimente mais de R$ 1 bilhão durante a Black Friday somente no Brasil. Apesar da ânsia pelas vendas online muitas vezes leve os varejistas a extrapolarem nas promoções e não serem verdadeiros nas ações, se você mantém uma loja na internet, precisa estar preparado para não ficar para trás neste dia. Por isso, é importante pensar em detalhes técnicos para que tudo corra bem na sua loja e que o cliente não saia desapontado ao acessá-la na sexta-feira.

Leia Mais

e-commerce de moda

Tendências para o e-commerce de moda: como se diferenciar em um setor (cada vez mais) concorrido

O e-commerce de moda se diferencia facilmente das outras modalidades pela variedade de design e estilo dos produtos que vende. É essa exclusividade que pode agregar mais ou menos valor e que se torna a base da concorrência, diferentemente dos eletrônicos ou dos móveis, onde a disputa ocorre pelo preço mais baixo. Essa é uma vantagem para o setor. Leia Mais

e-commerce B2C

E-commerce B2C chinês: líder de vendas no Brasil. Pode isso?

No próximo dia 11 de novembro, terça-feira, é comemorado o Dia do Solteiro, na China. Sim, não podemos ignorar este dia aqui no Brasil, principalmente, quem atua no e-commerce B2C. Vamos explicar o porquê. Nenhum site de comércio eletrônico vende tanto no Brasil quanto o AliExpress, integrante do grupo chinês Alibaba. De acordo com dados do Ibope E-commerce, a empresa é líder de vendas online no Brasil, contabilizando 11 milhões de pedidos entre julho e setembro deste ano. Para termos uma ideia, o grupo brasileiro B2W, das marcas Americanas.com e Submarino, comercializaram no mesmo período 7,2 milhões de unidades. O AliExpress atinge essa marca sem ter um só lojista brasileiro. Todos os produtos são importados da China.

Leia Mais

lojas virtuais de nicho

3 cuidados para se tomar com lojas virtuais de nicho

Segmentação é uma das estratégias de marketing bastante recorrida pelos empreendedores para conquistar consumidores de um determinado nicho de mercado, a partir de um produto cuja necessidade é latente. No e-commerce, apostar em um nicho de mercado também é uma boa opção para se diferenciar, chamar a atenção e ser mais assertivo nos negócios. Neste post, vamos analisar três cuidados para se tomar com lojas virtuais de nicho. Quem nos ajuda nessa missão é Caio Lodetti, consultor de e-commerce e diretor da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico em Santa Catarina (ABComm-SC). Leia Mais

Apresentação do e-commerce

Apresentação do e-commerce: Cuidados para melhorar o visual da sua loja na internet

O visual pode ser um fator importante na hora de decidir finalizar uma compra. Uma pesquisa realizada pela Internet Retailer, portal americano de inteligência para e-commerce, mostra que 94% das pessoas que compram frequentemente na internet consideram fotos de boa qualidade importantes. A apresentação do e-commerce, dos produtos e do layout é algo que requer constante atenção e atualização.

Leia Mais

e-commerce para franquias

E-commerce para franquias: modo de fazer

Você investiu parte do seu capital em uma franquia, em busca de resultados mais seguros e também no suporte de conhecimento e marketing entregue pela franqueadora. ​​Parabéns pela sua decisão​, aproveitar o know-how já existente no mercado foi uma decisão muito inteligente de sua parte​. Mas, no ​decorrer de sua jornada, você​ percebeu que sua marca ainda está fora do e-commerce. ​ Leia Mais