oferecer e-commerce

Minha agência está preparada para oferecer e-commerce? Descubra neste post.

Oferecer e-commerce é um grande passo para as agências, que conseguem diversificar a carteira de serviços, agregar mais campanhas à conta de um cliente e ainda se diferenciar no mercado. Mas é importante determinar se você está realmente preparado para esse passo. Abaixo, listamos alguns requisitos que você deve atender para oferecer e-commerce de forma qualificada. Leia Mais

vender e-commerce

Vender e-commerce: 4 formas de gerar mais receita para a sua agência

Vender e-commerce é uma ótima opção para quem quer se destacar em um mercado concorrido e, ao mesmo tempo, diversificar sua carteira de serviços. Afinal, isso possibilita que você, agência, possa fornecer mais trabalho para o seu cliente, derivados das novas necessidades de publicidade e marketing digital necessários para o sucesso de um e-commerce, como falamos brevemente no post sobre vendas digitais. Hoje, vamos explorar mais esse tema, mostrando como vender e-commerce pode gerar mais receita para você.

Leia Mais

cases de e-commerce

Cases de e-commerce não podem ser o único critério na escolha da sua plataforma

Escolher a plataforma de e-commerce certa pode ser um desafio, ainda mais com tantas opções no mercado. Um dos critérios mais utilizados por empresários é o de avaliar os cases de e-commerce dessas desenvolvedoras de softwares e compará-los com suas necessidades de negócio. O número de clientes ou marcas conhecidas seriam como um certificado de garantia, mas nem sempre será o melhor método para escolher a opção mais adequada a sua loja. Leia Mais

Frete para e-commerce B2B

Frete para e-commerce B2B: existe diferença?

O negócio digital B2B é bastante diferente do B2C, como já mencionamos em posts anteriores. Podemos citar como exemplo o uso de listas de preços, interfaces diferentes de acordo com a relação comercial (representante, revendedor etc.) e integração com estoque central. No entanto, existe outro fator que merece uma atenção especial: o frete para e-commerce B2B. Leia Mais

e-book Marketplace de moda

Baixe grátis o e-book Marketplace de moda – Como estruturar uma operação de sucesso

Nesse blog, já falamos várias vezes sobre os diversos aspectos dos negócios digitais, como iniciar projetos de e-commerce B2B ou B2C e até um pouco sobre marketplaces, ou shoppings digitais. No entanto, o setor de moda demanda uma atenção especial, já que lida diretamente com o consumidor final e envolve várias variáveis até finalizar a transação. Por esse motivo, a Flexy está lançando gratuitamente o e-book Marketplace de Moda – Como estruturar uma operação de sucesso.

O material se concentra em mostrar como criar um bom projeto de marketplace, como escolher o sistema certo para as necessidades desse negócio e como transpor problemas próprios desse nicho. Baixe aqui!

Aproveite a leitura e, se gostar, compartilhe com seus colegas profissionais!

sistema de e-commerce B2B

3 restrições do EDI derrubadas com sistema de e-commerce B2B

Modernizar os processos de uma indústria pode ser um desafio. O grande número de softwares disponíveis pode fazer parecer que todos fazem a mesma coisa ou que um é dispensável com o uso de outro. Mas isso nem sempre é verdade, como é o caso do EDI ao implantar um sistema de e-commerce B2B. Nesse post, vamos mostrar três restrições do EDI que o software de e-commerce ajuda a realizar, mas é importante ressaltar que um não substitui o outro. Leia Mais

e-commerce no varejo - natura

Como a Natura se tornou referência em e-commerce no varejo

E-commerce no varejo

 

Há pouco mais de dois anos, uma das gigantes do setor brasileiro de beleza começou a vender pela internet. Esse não seria um case diferente de muitos outros se não fosse por duas razões: a primeira é que essa empresa era a Natura; a segunda diz respeito à cadeia de vendas que ela já utilizava: uma rede demais de 1,2 milhões de consultoras, só no Brasil, que levam o catálogo de produtos Natura para a porta de milhões de consumidoras. Mas porque começar a trabalhar com e-commerce no varejo? Leia Mais

negócios digitais para shoppings

3 mitos sobre negócios digitais para shoppings

Começar a investir em negócios digitais é uma tendência em vários setores brasileiros, da indústria ao varejo. No entanto, no caso de shoppings, a geração de negócios e a mera prestação de serviço podem se confundir. Nesse post, vamos mostrar três mitos de negócios digitais para shoppings para que você possa fazer escolhas mais assertivas para o seu negócio. Leia Mais

shopping virtual

Tecnologias para shopping virtual

Abrir um shopping virtual é muito mais do que ter uma vitrine online. Se você tem um shopping físico e está interessado em entrar no segmento de negócio digitais, é necessário levar em consideração alguns pontos essenciais. O primeiro é que um shopping virtual eficiente deve automatizar  pelo menos cinco passos de seu processo de venda: exibição do produto, compra, pagamento, recebimento do pedido e controle do envio. Leia Mais