Quais as diferenças entre grades abertas e fechadas na configuração de produtos no e-commerce B2B?

O cadastro de produtos é uma das etapas mais importantes da implantação de um e-commerce de sucesso. Descrições de qualidade com fotos, cores e tamanhos podem ser cruciais na decisão final de compra. Em um e-commerce B2B, além dessas configurações, existe ainda outra funcionalidade que traz benefícios e facilita a gestão do estoque: a venda por meio de grades. Neste artigo, explicarei as diferenças entre grades abertas e fechadas na configuração de produtos no e-commerce, funcionalidade disponível na Plataforma Flexy.

Grade de Produtos

No universo do atacado, é bastante comum encontrar produtos comercializáveis que possuem uma ou mais características que os diferenciam um do outro, mas que não apresentam diferenças de preço (ex.: cor e numeração). Fabricantes e atacadistas chamam esses conjuntos de variações de “grades”, geralmente usadas no comércio de calçados, roupas e acessórios. Veja o exemplo abaixo.

Exemplo de variação de produto

Com o gerenciamento de grades, fica muito mais fácil apurar quantidades em estoque, verificar a necessidade de pedidos de compras para reposição, criar promoções de vendas direcionadas aos produtos acumulados ou promover a organização de produtos no estoque e nas gôndolas (no caso de lojas físicas).

Essa classificação dos produtos por meio de grades sempre existiu no atacado e se estendeu ao comércio eletrônico. Algumas plataformas destinadas às vendas B2B oferecem essa funcionalidade.

 Leia também: A plataforma do seu e-commerce foi desenvolvida para o e-commerce B2B?

Grades abertas e fechadas

Como expliquei anteriormente, uma loja de atacado pode cadastrar os seus produtos na plataforma de e-commerce e dividi-los por meio de grades, a fim de facilitar a venda de produtos com variações e em grandes quantidades.

A primeira etapa, para um gerenciador, é fazer o cadastramento das variações dos produtos na plataforma de e-commerce. Quanto mais detalhamentos, melhor: eles definirão o que será mostrado ao comprador quando ele acessar o site.

Para entender como esse processo funciona, assista ao tutorial: Produtos com variações na Plataforma Flexy, apresentado pelo consultor comercial da Flexy, Sidney Pinheiro.

Seleção do tipo de produto a ser cadastrado | Plataforma Flexy

Depois de denominar as variações dos produtos, é possível customizar o layout do front end, isto é, o painel que ficará disponível aos compradores que acessarem o portal. Você poderá definir se eles terão acesso a uma grade aberta ou fechada.

Por exemplo: um determinado calçado é fabricado com os números 33 – 34 – 35 – 36 – 37 – 38 – 39, esta variação de numeração é a grade. Em uma grade aberta, o cliente pode comprar as quantidades de calçados de cada número definidas por ele mesmo. Já numa grade fechada, o vendedor define as quantidades e o cliente tem que comprar as quantidades estabelecidas pelo vendedor.

A imagem abaixo mostra o exemplo de uma grade aberta. O consumidor, ao comprar o scarpin de cor vermelha, tem acesso a uma grade pronta com os números 33 – 34 – 35 – 36 – 37 – 38 – 39. Ele fará a compra da grade pré-estabelecida pelo vendedor, mas poderá adicionar a quantidade de cada um. Isto é, ele precisará levar calçados de todas as numerações, mas pode escolher se quer 10 do 35, 15 do 37, por exemplo.

Exemplo de interface de compra no portal B2B com grade aberta de produtos | Plataforma Flexy

Ao adicionar à sacola, a plataforma calcula o preço final já com o valor da substituição tributária, descontos e outras condições de pagamentos, tudo conforme as políticas comerciais do seu e-commerce.

Além da grade de tamanhos, o seu site pode deixar visíveis todas as opções de cores disponíveis para aquele produto, como no exemplo abaixo.

Exemplo de layout de e-commerce B2B – Demonstração de variações de cores de produtos | Plataforma Flexy

A maioria dos fabricantes opta por vender no modelo de grade para garantir que (utilizando o exemplo dos calçados) ao vender as numerações mais usuais, também ancore a venda de numerações menos usuais. Por exemplo: para o lojista ter os números 35 e 36 em seu estoque ele tem que comprar uma grade onde consta os números 42 e 43.

Para aprofundar ainda mais o assunto, assista também ao tutorial “Cadastrando Produtos em Grade

A sua plataforma de e-commerce B2B também possibilita o cadastro de grades abertas e grades fechadas? Se ficar com dúvidas ou quiser conhecer as soluções da Flexy para sua empresa, entre em contato com um especialista aqui.

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar