Como funciona a geolocalização em marketplaces?

Funcionalidade traz benefícios para gestores, lojistas e consumidores.

A tecnologia de geolocalização, recurso que descobre a localização geográfica por meio do celular ou navegador, está cada vez mais presente em nosso cotidiano. Os usuários o utilizam para obter informações e rotas otimizadas de trânsito, localizar serviços e lojas próximas, fazer check-in nas redes sociais ou contratar serviços de táxi. Para empresas, o uso da geolocalização pode ajudar a planejar, refinar, mensurar e expandir o negócio. A funcionalidade também é ideal para e-commerce de nichos – os marketplaces – que reúnem diversos lojistas, de várias regiões do país, em um único portal. Neste artigo, eu explico como ele funciona.

Caso você ainda não esteja familiarizado com os marketplaces, baixe o Guia do Marketplace.

Estoque Descentralizado

Primeiramente, é importante entender uma das principais características de um marketplace: o estoque descentralizado. Enquanto que em um site de e-commerce convencional o lojista vende apenas o que possui em estoque (centralizado), em um marketplace, o estoque depende de terceiros. Isto é, a disponibilidade dos produtos depende do estoque dos sellers, os lojistas que se cadastraram na plataforma.

Com tantos comerciantes diferentes e múltiplos centros de distribuição em diferentes regiões, nada mais funcional do que uma tecnologia que aponta o CD mais próximo do cliente na hora de fechar a compra. Isso trará uma série de benefícios que discutirei mais adiante.

Essa funcionalidade é ideal também para sistemas de franquias, que podem cadastrar todas as unidades na plataforma. Nesses casos, o pedido do cliente chega ao portal e é enviado para a loja cadastrada mais próxima dele. Não ficam de fora os marketplaces de fornecedores homologados e as indústrias detentoras de várias marcas. Baixe o E-book: Varejo de Marcas da Indústria para aprofundar o assunto.

Na prática

Em uma plataforma de marketplace, cada lojista (seller) tem acesso a uma interface própria que permite fazer o gerenciamento de sua loja, cadastrar produtos, preços, entre outras diversas funcionalidades.

Na Plataforma Flexy, por exemplo, o seller precisa inserir seu endereço e CEP no momento em que faz o cadastro de sua loja. Assim, quando o consumidor realizar a compra de um produto, o sistema conseguirá fazer correlação do CEP da loja com o CEP desse comprador. O endereço cadastrado também servirá de referência para cálculo de frete, impostos e substituição tributária (quando houver).

É importante lembrar que essa funcionalidade não está disponível em todas as plataformas de marketplace do mercado. Vale a pena conferir se a solução que você pretende contratar possui o recurso. As vantagens são muitas, das quais eu descrevo a seguir.

Vantagens e Benefícios

Para os Consumidores:

  • Comprar produtos com frete reduzido, já que estão mais próximos de seu endereço.
  • Diminuir o prazo de entrega;
  • Possibilidade de retirar o pedido na loja, o que tornaria o frete gratuito;*
  • Possibilidade de fazer a troca ou devolução de produtos na loja mais próxima, tornando o processo mais rápido e fácil.*

*Esses quesitos devem fazer parte das políticas comerciais do site/marca.

Para entender mais sobre a configuração de políticas comerciais, assista ao webinar: Otimizando Políticas Comerciais em Vendas Online B2B.

Para os Lojistas:

  • Aumentar as vendas, atendendo aos clientes que estão geograficamente próximos. Muitos consumidores, principalmente por já terem o hábito de comprar pela internet, desconhecem as lojas físicas da região e/ou o site de e-commerce (pequeno e pouco divulgado). Ao associar-se a um marketplace conhecido, o lojista ganha força e relevância para atingir esses consumidores.
  • O comerciante pode estimular a visita do cliente em sua loja, criando políticas de troca ou por meio de outros incentivos (ex.: cupom de desconto). Ao visitar a loja, o cliente acaba tendo acesso a outros produtos, o que pode ocasionar em outra venda.

Para o gestor do Marketplace:

  • Aumentar a capilaridade comercial dentro de um mercado de nicho;
  • Ganhar relevância competitiva. Ao espalhar os sellers estrategicamente em diferentes regiões do país, o gestor consegue reduzir custos de frete e diminuir prazos de entrega, tornando a venda mais atraente para o consumidor.

Ficou interessado? Solicite uma proposta para os nossos especialistas aqui.

Comentar

2 thoughts to “Como funciona a geolocalização em marketplaces?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar