Para que serve uma plataforma de e-commerce?

Conheça 12 funções para além da venda online

Parece uma pergunta óbvia, não é mesmo? Oras, uma plataforma de e-commerce serve para fazer vendas online! É verdade, mas nem todo mundo sabe que ela é muito mais do que uma simples ferramenta de vendas. Trata-se de um conjunto de serviços prestados, incluindo banco de dados, sistemas e servidores para auxiliar gestores a operarem uma loja virtual por completo – e fazer o negócio alavancar!

Assim como acontece com as lojas físicas, os negócios online exigem um planejamento bem estruturado, com detalhamento de processos e orçamento. Começar um projeto sem levar isso em consideração é meio caminho andado para o fracasso! Dentre as etapas da implementação de um e-commerce, uma das mais importantes é a escolha da plataforma.

É a plataforma de e-commerce escolhida que vai ditar o quanto a integração de outros serviços (pagamento, antifraude, logística, etc.) será fácil, se o cadastro de produtos e o gerenciamento do painel serão intuitivos, se o layout poderá ser configurado para combinar com a sua marca, entre muitas outras variáveis!

    1. Automatizar o processo de vendas por meio do autoatendimento. A figura do vendedor é dispensada e ele passa a ser substituído por uma redação e apresentação encantadora e completa sobre o produto em sua página de descrição. O cliente pode finalizar a compra sozinho.
    2. Organizar o catálogo de produtos, preço e promoções. Os produtos são organizados por meio de categorias (preço, tamanhos, modelos) de modo que o consumidor consiga encontrar o que procura com facilidade. Os banners internos auxiliam o cliente a chegarem a seu destino final sem empecilhos.
    3. Personalizar o layout de acordo com a sua preferência: Uma plataforma de e-commerce possibilita que você edite o site do jeito que preferir, de acordo com a sua identidade. Você seleciona as cores, banners, fonte, entre muitas outras opções.
    4. Viabilizar a comunicação do consumidor por voz, texto ou chat online. Sempre que houver dúvidas sobre o processo de compra e troca ou se o cliente quiser negociar preço e condições, a plataforma também serve como um canal de comunicação. O cliente pode ligar, enviar e-mail ou, muitas vezes, entrar em contato por um chat online.
    5. Organizar todo o conteúdo institucional ou legal da loja. A plataforma também serve como um canal de informação sobre a sua empresa com dados como: quem somos, contatos, políticas de devolução, garantias, selos, etc;
    6. Viabilizar a criação de landing pages e pop-ups de promoção. A criação de landing pages e pop-ups viabilizam a aplicação de estratégias de Inbound Marketing, com o intuito de coletar dados cadastrais, atrair consumidores e melhorar a posição do site em portais de busca.
    7. Controlar as finanças provenientes das vendas online; O controle financeiro pode ser feito por meio de um painel, onde são apresentados dados de compra e venda, provendo ao gestor informações estratégicas sobre sua loja virtual.
    8. Controlar o estoque dos produtos disponíveis na loja virtual. O sistema também deve integrar o controle com os estoques de outras lojas e permitir que o produto somente seja solicitado se ainda estiver disponível em estoque;
    9. Controlar os pedidos e o processo de entrega; A plataforma também controla a expedição dos produtos rumo ao domicílio do cliente; O sistema é capaz, ainda, de enviar alertas de e-mail informando o status do pedido.
    10. Manter o histórico de compras e de intenção de compras dos clientes; A plataforma registra a recorrência de compra dos consumidores e aqueles que abandonaram o carrinho.
    11. Automatizar o pagamento via cartão de crédito, débito e transferência bancária e controlar o  faturamento. Por meio da integração de sistemas de pagamento, o cliente é capaz de finalizar a compra com segurança diretamente no portal e da maneira que preferir. O painel facilita a gestão do faturamento da loja.
    12. Enviar alertas por e-mail sobre o status de seu pedido. O sistema pode ser integrado a ferramentas de e-mail marketing e enviar ao cliente, sempre que necessário, o status do pedido: concluído, a caminho e entregue.

Aliás, você sabe exatamente o que a ferramentas disponibilizadas por uma plataforma de e-commerce podem fazer? Abaixo eu citarei algumas.

Estas são apenas algumas das funcionalidades que podemos elencar quando falamos sobre plataformas de e-commerce. O leque de operações cresce ainda mais em plataformas de e-commerce B2B, que potencializam as vendas entre empresas. Acesse o artigo “Sua plataforma foi desenvolvida para o mercado B2B?” para conhecer as principais funcionalidades.

Saber em qual plataforma de e-commerce você está investindo para o seu negócio online é essencial. Entre em contato com a equipe da Flexy Digital aqui para tirar suas dúvidas e iniciar o seu projeto personalizado!

plataforma de e-commerce

Veja também!

Avatar

Cristiano Chaussard

Especialista em E-commerce no Atacado, Marketing de Relacionamento e CRM pela ESPM e Gestão da Inovação pela USP, Fundador e Diretor de Expansão da Flexy Digital e Presidente ABComm/SC (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico em Santa Catarina).

4 thoughts to “Para que serve uma plataforma de e-commerce?”

  1. Agradeço a publicação, me ajudou muito.
    Tenho me interessado pelo assunto, primeiramente porque no passado possuía uma loja virtual e agora a empresa em que atuo quer se posicionar nesse novo nicho de mercado com o qual não estamos familiarizados.

    Grata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.