montar e-commerce

O que é preciso para montar uma operação de e-commerce?

A importância da transformação digital tem sido muito evidenciada nos últimos tempos. Um de seus principais benefícios está na redução de custos operacionais. Com esse crescimento da digitalização, muitos planejam montar um e-commerce. Ou seja, trazer o negócio para o ambiente digital e atender diferentes perfis de usuário. 

Para isso, é preciso se atentar a algumas regras básicas, como conhecer o público-alvo, o mercado e o nicho de atuação, buscar formas de se diferenciar, adotar a tecnologia, investir em Marketing digital e ter uma proposta clara. 

Como sabemos que migrar para o digital é uma decisão importante e envolve desafios que precisam ser considerados, selecionamos neste post 8 fatores fundamentais que você precisa avaliar!

8 fatores necessários para montar seu e-commerce 

Ao planejar a migração da sua empresa para o digital e montar um e-commerce, é preciso se atentar a fatores importantes, como:

Plataforma

O investimento na plataforma deve ser o primeiro passo para quem quer montar um e-commerce. Ela será a base da migração da sua empresa para o meio digital e precisa ser de qualidade, flexível e oferecer suporte adequado.

É importante também pensar a longo prazo, visto que a plataforma pode atender às suas necessidades hoje, mas deixar a desejar amanhã. Considerando que seu objetivo é crescer, precisa avaliar a escalabilidade do sistema.

Meios de pagamento

Os meios de pagamento podem ser via intermediadores de pagamentos, indicados para quem está começando, gateways de pagamento, se pretende investir pesado em marketing, ou por integração direta com adquirentes, para empresas já consolidadas e de grande porte.

Sistema antifraude

Receber os pagamentos pela internet exige investir em um sistema antifraude. Quem optar por um intermediador não vai precisar se preocupar, pois será dele a responsabilidade. No entanto, os outros meios de pagamento exigem um cuidado maior com isso, pois o prejuízo será da sua empresa.

Segurança

Além do sistema antifraude, é preciso pensar também em outras formas de segurança para seu e-commerce e uma delas é com relação aos dados dos clientes.

Há dois requisitos principais quanto a isso: 

  • SLL (Segure Socket Layer): uso obrigatório para quem possui ferramentas de cadastro ou compra, pois ele protege todos os dados dos clientes;
  • Scan de Aplicação e IP: identifica vulnerabilidades na sua página, impossibilitando o roubo de informações do seu banco de dados.

Marketing

Se você busca aumentar as vendas ao migrar para o meio digital e montar um e-commerce, precisa investir em Marketing Digital. Isso porque é o que vai ajudar você a atrair público, captar leads e converter vendas. 

E isso pode ser feito de diversas maneiras, por exemplo: via criação de conteúdo relevante com foco em SEO (Marketing de conteúdo) para blogspot, redes sociais ou ebooks, bem como por meio de campanhas no Google adwords.

Suporte

Oferecer todo o suporte necessário para o seu público é outro passo importante e que, inclusive, deve ser contínuo. Nesse sentido, considere a experiência do usuário tanto na pré-venda quanto no pós-venda.

Vale pensar em investir em ferramentas que contribuam para isso, como a Plataforma de E-commerce OMS da Flexy, que ajuda sua empresa a se tornar multicanal e entregar as melhores experiências omnichannel.

BackOffice e ERP

Com o crescimento do seu e-commerce, outras ferramentas podem ser necessárias, já que provavelmente haverá carência de automatização de processos manuais para aumentar a eficiência das operações. Desse modo, coloque no planejamento o investimento em ferramentas de ERP e BackOffice.

Logistica e Frete

Por último, é preciso pensar em um dos maiores desafios ao montar um e-commerce: logística e frete. 

De forma breve, há duas principais formas de entrega de produtos:

  • Via correios: maneira descomplicada de realizar a tarefa, porém limitada (30kg por envio); 
  • Por transportadoras: que eliminam as limitações, porém é mais adotada por grandes empresas. 

Pode ser uma opção também buscar um operador logístico, que fica responsável por todas as questões de logística.

Atente-se à legislação!

Sim, existem regras para montar um e-commerce e gerenciá-lo. Conforme o Decreto Nº 7.962, de 15 de março de 2013, resumidamente, são elas:

  • Evidenciar dados da empresa: os sites devem informar no rodapé das páginas informações do negócio, como: CNPJ/CPF, endereço, nome da empresa (ou do lojista);
  • Indicar despesas adicionais: é obrigatório que o e-commerce evidencie todas as despesas embutidas na compra: como frete e seguro;
  • Atendimento ao consumidor: todo lojista deve disponibilizar no mínimo um canal para atender quem compra;
  • Direito de arrependimento em 7 dias: o consumidor pode trocar o produto até 7 dias depois de fazer a compra, sem qualquer restrição por parte do e-commerce;
  • Troca de produtos com defeito: caso seja um bem não durável, o prazo para troca é de 30 dias. Se for um bem durável, é de 90 dias.

Escolha a plataforma certa para criar seu e-commerce 

Agora, se você prioriza ferramentas robustas e completas, precisa conhecer as plataformas da Flexy para montar o seu e-commerce:

E-commerce OMS

Focada em ajudar a sua empresa a oferecer uma experiência 100% omnichannel aos seus clientes, a solução OMS da Flexy conecta todos os seus canais de venda. Ou seja, é ideal para você que está migrando para o digital e quer integrar suas lojas em um só lugar.

E-commerce B2B

Já essa ferramenta é focada em projetos de empresas que vendem para empresas e têm o objetivo de potencializar o departamento comercial da sua organização. 

A plataforma E-commerce B2B da Flexy se adapta a diversos tipos de negócios, disponibiliza políticas comerciais para cada perfil de cliente e ajuda você a tornar seus representantes mais eficientes por meio dos dados dos consumidores.

E-commerce B2C

Voltada para venda ao comprador final, a plataforma de E-commerce  B2C da Flexy permite que você venda online e por diversas outras frentes, aderindo a vários segmentos do varejo, como: moda, cosméticos, eletrônicos, supermercados, farmácias, entre outros. 

Além disso, é altamente integrável a todo sistema que você precisar.

Marketplace

Por fim, a Plataforma Marketplace da Flexy é para negócios que precisam reunir várias lojas em um único só portal. A solução adere a diversos modelos de negócio e oferece limite zero para a quantidade de lojas e produtos. 

Além disso, por meio do Split de pagamento, os consumidores compram vários produtos de diferentes lojistas fazendo um só pagamento.

E então, se interessou por algum desses produtos da Flexy? Ao entender como montar um e-commerce, é muito importante poder contar com uma plataforma que seja ideal para suas necessidades, ofereça diferenciais, funcionalidades e todo o suporte que você precisar.

Conheça mais as soluções para e-commerces que a Flexy oferece para você migrar para o digital com êxito e aumentar suas vendas!

Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar