Clientes perdidos: como a tecnologia ajuda vendedores a retomar contatos antigos

4 recursos tecnológicos para atualizar a base de contatos

Como já discuti no Guia dos Clientes Inativos, em média, 40% a 60% da carteira de clientes de uma indústria está inativa. Retomar contatos antigos não é uma tarefa fácil, mas recuperá-los pode ser uma tarefa muito mais rentável do que conquistar novos.

As listas de contatos (mailings), por exemplo, apodrecem em média 25% a cada ano. Quando uma pessoa muda de emprego, o e-mail corporativo de um funcionário demitido geralmente é suspenso. Como cerca de 50% ou mais das listas de contato tem como origem clientes, empresas ou prospects, a devolução das mensagens ao destinatário é relativamente comum. Além disso, essas pessoas podem ter simplesmente mudado o de e-mail ou telefone, ou não executam mais a atividade que o torna o contato principal do vendedor.

Por isso, o primeiro passo para a recuperação de clientes perdidos é atualizar constantemente a lista com contatos qualificados. Existem várias tecnologias e recursos que podem ajudar nessa tarefa, e vamos falar um pouco sobre eles nesse post.

1- TELEVENDAS:

Uma equipe de televendas pode ajudar a atualizar o mailing de forma rápida e eficiente; o contato constante e periódico pode ajudar também a manter o relacionamento com o cliente, evitando que ele se torne um cliente perdido.

2- E-MAIL MARKETING:

Enviar e-mails marketing é uma boa forma de manter essa base de contatos sempre informada com promoções, atualizações e novos conteúdos. Mas é preciso ter cuidado: o conteúdo deve ser relevante, caso contrário pode trazer ainda mais prejuízos e acabar com esse contato permanentemente. Aqui, quem assina o e-mail é um dos seus vendedores ou contato comercial, deixando evidente que existe uma pessoa à disposição para realizar o atendimento.

3- MENSAGEM DE TEXTO E WHATSAPP:

O primeiro é uma técnica antiga, utilizada principalmente por empresas financeiras e de telefonia, enquanto o último é uma tecnologia recente. Ainda em 2016, o aplicativo de mensagens WhatsApp anunciou que superou a marca de 1 bilhão de usuários em todo o mundo. Atualmente, diversas empresas já o utilizam como serviço de atendimento ao cliente (SAC), exposição de marca, triagem e até canal de vendas. Em ambos os casos, o canal de comunicação pode lembrar o cliente que aquele vendedor ainda está disponível.

4- E-COMMERCE:

Apesar de ser uma tecnologia tipicamente voltada para vendas, também é possível usá-lo na recuperação de clientes perdidos. O e-commerce mantém o histórico de compras do usuário e, com auxílio de algumas ferramentas, envia e-mails periodicamente, provocando a recompra daquele produto ou sugerindo outros semelhantes. Essas ferramentas valem tanto para compras recorrentes de um B2C, como em sites de supermercados, quanto para vendas B2B, que são feitas por compradores que estão acostumados a repor estoque periodicamente.

Utilizar todas estas tecnologias juntas e de forma integrada fortalece a estratégia de recuperação de clientes perdidos. Não esqueça: o contato por telefone, e-mail e anúncios deve ser constante. Repita o processo inúmeras vezes!

Mas a atualização do mailing é apenas o primeiro passo. Para conferir todas as estratégias de recuperação de clientes, não deixe de baixar o nosso Guia de Clientes Inativos.

Dúvidas? Deixe um comentário abaixo!

 

 

 

Veja também!

Cristiano Chaussard

Especialista em E-commerce no Atacado, Marketing de Relacionamento e CRM pela ESPM e Gestão da Inovação pela USP, Fundador e Diretor de Expansão da Flexy Digital e Presidente ABComm/SC (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico em Santa Catarina).

One thought to “Clientes perdidos: como a tecnologia ajuda vendedores a retomar contatos antigos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.