Plataforma de atacado online, o que pode dar errado?

Sobre os desafios de escolher o e-commerce ideal

Suponha que você seja um empresário da indústria e deseja expandir o alcance do seu negócio  investindo em um novo canal de vendas. ​Após pesquisar, você decide que abrir uma loja virtual é a melhor opção. Porém,  se depara com o desafio de escolher uma plataforma para atacado online, uma página de e-commerce que foca nas necessidades da indústria. Afinal, quão diferentes podem ser os serviços oferecidos? As páginas de um e-commerce não são todas iguais? E ainda, por que os preços das plataformas são tão diferentes?

Essas perguntas são comuns e revelam uma falta de conhecimento em tecnologia que pode impossibilitar a escolha qualificada desse tipo serviço. Essa falta de conhecimento faz com que o ​atacadista escolha, muitas vezes, o serviço mais barato, e não o melhor, para colocar em prática no seu negócio.

Mas como diferenciar uma solução profissional de uma ferramenta ineficiente? Ainda é muito comum os empresários tomarem suas decisões baseados no preço. ​​Existe uma falta de cultura de investimento que deve ser combatida, já que o barato pode sair caro. É a hora de avançar e conquistar os espaços recuados pela concorrência.

Ao escolher uma plataforma para atacado online mais barata, é possível que ela não possua as características necessárias para as vendas entre indústrias. Entre elas estão:

  1. Comunicação gráfica, banners, preços e catálogos diferentes para cada grupo de compradores;
  2. Tecnologia para cálculo de substituição tributária automáticaimpostos e taxas específicas para cada região, para lidar com as diferentes realidades do Brasil.
  3. Listas de preços diferenciados –  a fim de atender à revenda com o preço certo, uma vez que na venda por representantes já está estabelecida a prática de diferentes preços para cada perfil de clientes.
  4. Módulo de Representantes Comerciais, Vendedores e Televendas que permite o cálculo de comissionamento.

Que critérios utilizar para ter certeza que não escolherá uma solução que colocará seu projeto por água abaixo? Não se deixe seduzir pelo baixo custo! Pagar menos no início pode significar dor de cabeça na hora da manutenção, gastos inesperados no momento de ampliar o número de acessos da sua página e até perda de negócio, caso ela fique lenta demais para navegação ou tiver erros constantes. Problemas de navegação acabam espantando o cliente final, que vai procurar um melhor atendimento em outra página.

Em vez disso, procure por algumas características necessárias para que o seu negócio funcione:

  • Plataforma de e-commerce que seja adaptada de acordo com a previsão do crescimento do seu negócio (demanda elástica); Fuja das plataformas que não apresentam uma tabela com o custo mensal no futuro. Ela simplesmente está omitindo a verdade. Prefira aquelas que sejam transparentes em relação aos custos e que proponham um aumento baseado no seu crescimento. Afinal de contas, se ambos crescerem juntos a relação sempre será sustentável.
  • Página de controle de fácil usabilidade com informações que interessem seu negócio (que organize informações de região que mais compra, melhores clientes, etc);
  • Tecnologia que se adapte ao seu modelo comercial e que não exija grandes transformações nas suas regras. Um exemplo disso é ter uma plataforma que permita negociar com cada um dos seus clientes com a linguagem específica, incluindo colocar um único preço para cada tipo de cliente.

Somente plataformas mais maduras possuem essas características que oferecem funcionalidades específicas para o atacado. Para entender melhor quais são elas, baixe agora o e-book: B2B de verdade X B2B de mentira.

Atente-se a isso  no momento de escolher a sua plataforma de atacado e sucesso ao lançar sua loja online! Se tiver dúvidas, fale com a Flexy por aqui.

 

Veja também!

Cristiano Chaussard

Especialista em E-commerce no Atacado, Marketing de Relacionamento e CRM pela ESPM e Gestão da Inovação pela USP, Fundador e Diretor de Expansão da Flexy Digital e Presidente ABComm/SC (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico em Santa Catarina).

4 thoughts to “Plataforma de atacado online, o que pode dar errado?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.