preços das plataformas de e-commerce

Por que os preços das plataformas de e-commerce são tão diferentes?

Preços têm a ver com os níveis de serviços oferecidos

Quem recebeu o desafio de encontrar a melhor plataforma de e-commerce para iniciar seu projeto, certamente não tem uma tarefa fácil pela frente. Existem no mercado diversas opções, com características tão distintas, de funcionalidades a formas de pagamento, que tornam a resposta à pergunta “Quais os preços das plataformas de e-commerce?” praticamente impossível.

Arrisco a dizer que não existe uma resposta concreta. É como perguntar “Quanto custa construir uma casa?”. O projeto só começa depois da elaboração do Programa de Necessidades, que reúne todas as necessidades funcionais dos futuros moradores. O preço é definido a partir do tamanho e localização do terreno, do engenheiro e arquiteto do projeto, do tamanho da casa, da compra de materiais e da contratação de mão de obra, entre muitos outros.

O mesmo acontece na hora de montar uma loja virtual. Nesse caso, o Programa de Necessidades se torna o Planejamento do Negócio Digital. É por essa razão  que os preços das plataformas de e-commerce são tão diferentes.

  • Antes de começar a escolher a plataforma, você deve estar decidido e seguro do futuro imediato do seu negócio, respondendo à perguntas como: qual será o produto, o preço, a região de alcance, se a venda será para o consumidor final (B2C) ou revendedor (B2B), se você manterá um estoque próprio ou utilizará o estoque de terceiros. 

Leia também: É possível vender produtos que eu não tenho em estoque?

  • Sobre o futuro distante você deve saber onde quer chegar: ser o maior, o melhor, transformar a modalidade de venda em atacado ou marketplace. Essa clareza sobre o futuro ajudará você a encontrar a plataforma que atende agora e continuará a atender nas suas necessidades futuras. 

Saiba mais em: Como escolher fornecedores a longo prazo?

Vale lembrar que a escolha da plataforma representa, em média, apenas 30% dos custos gerais de implantação de um e-commerce. O Guia do E-commerce publicado pela Abradi SP, em 2018, dividiu os custos em 12 pilares. Confira abaixo:

Planejamento Loja Virtual – Pilares de Custos – Fonte: Abradi SP 2018

Isso não significa que a plataforma seja menos importante. Muito pelo contrário, fazer uma escolha certeira é crucial para o sucesso do seu negócio. Inclusive, ela poderá te auxiliar no desenvolvimento das outras etapas do projeto, como criação de conteúdo, logística e  pagamentos.

Leia também: Como escolher o melhor software para o seu e-commerce desde o início?

Tudo vai depender do tipo de plataforma que você vai contratar: Open Source (código aberto e gratuito); Híbridas (código open source customizado para o cliente); ou Proprietárias (código pertencente a uma empresa especializada) e dos níveis de serviços oferecidos. Isto é, além da comercialização da licença de uso de um software, o preço se baseia em todos os serviços agregados que o ajudam a acontecer.

Serviços como gestão da segurança, gestão de servidores, suporte técnico e consultoria influenciam no preço final. Tudo isso vem em um pacote que é pago mensalmente e que vale enquanto o cliente estiver pagando a mensalidade.

Leia mais em: Quem é o dono do Software de E-commerce? 

Crescendo junto

Tenha em mente que sua loja virtual pode crescer da noite para o dia, pois não há limites geográficos para as vendas. Por isso, deve-se contratar uma plataforma que atenda às necessidades de hoje e daqui a pelo menos 5 anos. Começar com uma “baratinha” para fazer a troca no futuro pode gerar muitas dores de cabeça. Entenda mais no artigo: Os desafios de quem precisa trocar de plataforma.

Muitos clientes, pouca performance

Algumas empresas fornecedoras de e-commerce focam na obtenção do maior número de clientes possível. Como a instalação do sistema é dividido com outras centenas de empresas, o custo se torna menor. No entanto, esse compartilhamento pode gerar prejuízos na performance do seu site.

Por isso, nem sempre a empresa que possui o maior portfólio de clientes é aquela que vai te trazer os melhores resultados. Procure um fornecedor que ofereça tecnologia suficiente para acompanhar o seu crescimento, como mencionei anteriormente, capaz de aguentar qualquer quantidade de pageviews

Leia também: Por que o nível de serviço é mais importante que o portfólio?

Caso uma empresa prefira ter uma instalação exclusiva, onde a performance do sistema fique totalmente independente dos projetos de outros clientes, o custo é bastante alto. Na plataforma Flexy a estrutura de servidores é compartilhada, isso significa que o custo com infraestrutura fica diluído entre os clientes. O desempenho porém não é afeto, já que a plataforma trabalha com infraestrutura da AWS (Amazon Web Services) que pode aumentar e reduzir a escala para atender às necessidades dos clientes, evitando que seu site fique sobrecarregado com tráfego ou sofra com lentidão de carregamento.

Sistemas Improvisados

Ao pesquisar uma plataforma, tenha certeza que o sistema desenvolvido esteja pronto. Algumas empresas vendem softwares que não estão 100% finalizados. Eles são concluídos durante a implantação, o que acaba aumentando o tempo de entrega do projeto. O preço é baixo no início mas a implantação pode trazer dores de cabeça.

Para evitar esse tipo de improviso, peça para ver o sistema funcionando. Apresentações, “prints” ou descrições do software não são suficientes.

Funcionalidades

Algumas “funcionalidades-chave” do e-commerce são críticas para o sucesso do seu negócio, como cadastros, pagamentos, integrações, principalmente quando tratamos de negócios B2B, por exemplo. Todas elas também são determinantes no preço de uma plataforma. A Flexy, por exemplo, além de ter uma lista extensa de funcionalidades desenvolvidas, oferece a possibilidade de personalizá-las, o que adicionaria mais custos ao projeto.

Manutenção e Infraestrutura

Além da tecnologia de e-commerce, é importante que a manutenção esteja incluída no serviço. Observe no contrato o tempo de resposta SLA (Service Level Agreement), para evitar que a loja fique fora do ar por muito tempo caso ocorra algum problema. A Flexy entrega aos seus clientes SLAs acima de 99,5%.

Acompanhamento

Outra pergunta importante a se fazer é se o serviço contratado inclui o acompanhamento da implantação da plataforma. Esse processo não é simples e exige a supervisão de um especialista. Com um gerente de Customer Success, seu projeto é acompanhado desde o planejamento inicial até após a publicação, contribuindo para que seu site tenha o melhor desempenho.

Etapas da Implementação da plataforma de e-commerce – Flexy 2020

Acesse: Como funciona a implementação acompanhada da Flexy?

Seus objetivos comerciais, o tipo de plataforma e os níveis de serviço oferecidos pelas empresa contratada são determinantes nos preços das plataformas de e-commerce. Por isso a variação é tão grande! Defina bem seus objetivos antes de encontrar a melhor solução para sua empresa e desconfie dos fornecedores que se dizem “fazer-tudo”: o desenvolvimento de uma loja virtual depende do trabalho de diversos fornecedores. Se tiver dúvidas, entre em contato com um de nossos especialistas aqui.

Comentar

6 thoughts to “Por que os preços das plataformas de e-commerce são tão diferentes?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Você também pode gostar